Jornal em Movimento
Pesquisa

Palestra "O conhecimento da nota do Euro"
Por Engrácia Bastos (Professora), em 2016/12/01341 leram | 0 comentários | 78 gostam
Mais uma vez, a Agência de Braga do Banco de Portugal aceitou o convite da docente Engrácia Bastos para elucidar os alunos de Economia (Turmas 10ºA e 10ºE)sobre uma temática associada à literacia financeira, "O conhecimento da nota do Euro".
David Barros e Rúben Faria (10ºA)

No dia 22 de novembro de 2016, assistimos na nossa escola Santos Simões a uma palestra no âmbito da literacia financeira, intitulada “O conhecimento da Nota do Euro”, dinamizada pela professora de Economia, Engrácia Bastos, e apresentada pelo Dr. José Custódio, da agência de Braga do Banco de Portugal.
Na palestra foi abordado o historial do Banco de Portugal e a sua rede regional, as notas de euro, as moedas de euro, o ciclo da moeda desde a sua criação até à saída da circulação, e o combate à contrafação.
O Banco de Portugal foi fundado em 19 de novembro de 1846 e tem como principais funções promover a manutenção da estabilidade do preço e a promoção da estabilidade financeira.
O Banco de Portugal dispõe de várias agências dispersas pelo território português e a sua sede situa-se em Lisboa. Contudo, o Dr. Custódio informou-nos que Guimarães também teve o privilégio de ter uma agência do Banco de Portugal na qual trabalhou vários anos, mas que, infelizmente, foi encerrada assim como outras, devido à contenção de custos.
O Banco de Portugal certifica se as notas estão em bom estado de circulação no mercado e também se não são falsificadas.
No seio dos 28 países da União Europeia, 19 aderiram à moeda de Euro, sendo usada como meio de troca na transação de bens, serviços e capitais.
Podemos também verificar se uma nota é verdadeira ou falsa seguindo três passos simples, cujas iniciais das palavras-chave compõem a sigla TOI (Tocar, Observar, Inclinar). Se tocarmos e o papel for firme e ligeiramente sonoro (impressão em relevo), então podemos passar à observação onde se consegue ver a marca de água com um retrato que simboliza a Europa e o valor da nota. Finalmente, se inclinarmos a janela com retrato, podemos ver as linhas multicolores e o número esmeralda com um efeito luminoso de movimento ascendente e descendente.
O Banco de Portugal diariamente remove notas falsificadas do mercado, impedindo-as de circular e destrói-as. Para tentar combater a falsificação de notas, o Banco tem criado novas notas modificando as suas características, tornando-as mais difíceis de “copiar”. Por isso, em abril de 2017 será emitida e colocada em circulação uma nova nota de 50€, que o Dr. Custódio teve a gentileza de nos mostrar, antecipadamente, um exemplar.
O Banco de Portugal recorre ao auxílio de algumas máquinas para ajudarem a identificar as notas, uma vez que cada vez mais existem notas falsas parecidas com as verdadeiras.
Na parte final da palestra, o técnico do Banco de Portugal convidou-nos a apreciar e a distinguir notas verdadeiras de falsas através de alguns procedimentos práticos e teve a amabilidade de nos oferecer um dossiê com documentação importante sobre as notas e moedas de Euro.
Com esta palestra ficamos mais esclarecidos sobre as notas e moedas do Euro e agradecemos a disponibilidade do Banco de Portugal pelo contributo que deu para a nossa formação financeira.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário